Arthur Lira, um dos principais nomes do centrão, vira líder informal do governo na Câmara

0
51

Expoente do chamado centrão na Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) é tido como líder informal do governo na Câmara.
O deputado alagoano comanda, além do PP, o bloco parlamentar que reúne PL, PSD, MDB, DEM, Solidariedade, PTB, Pros e Avante, partidos que formam o centrão.
Atualmente, para aprovar matérias de seu interesse e barrar a tramitação de pedidos de impeachment, o Executivo oferece caros a indicados pelo centrão em troca de apoio no Congresso.
Dessa negociação, já participaram o FNDE Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), a Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e certas áreas do Ministério do Desenvolvimento Regional.
O deputado Arthur Lira já defendeu a medida provisória (MP) que amplia a regularização fundiária por meio de autodeclaração. Sobre o centrão, o parlamentou afirmou em maio: “Os partidos de centro, ou o centrão, como queiram, do qual fazemos parte, sempre deram a qualquer governo com muito equilíbrio o sustentáculo, as aprovações necessárias, tanto para as matérias econômicas quanto para as matérias sociais”, disse.

De olho na eleição para a presidência da Câmara em 2021, Lira negocia o fortalecimento de seu nome com o apoio de Jair Bolsonaro, ambos antagonistas ao atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Segundo parlamentares da Casa, Lira é habilidoso e pragmático quando se põe a defender pautas do centrão, apesar de abrir-se ao diálogo da oposição.
Para Eduardo Gomes (MDB-TO), líder do governo no Congresso, disse que o Lira é respaldado pelos outros parlamentares do centrão e que não é por acaso que ele comanda a maior bancada da Câmara. “Uma pessoa que tem a força interna que ele tem não decide sozinho”, disse ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui