China aprova lei de segurança nacional contra Hong Kong

0
54

Nesta terça-feira, a China aprovou, de forma definitiva, uma lei de segurança nacional que passa a valer na região “autônoma” de Hong Kong.

Mas, para os opositores esse é o fim do princípio “um país, dois sistemas”.

A lei entrou em vigência imediata, e segundo o governo chinês mira apenas um “pequeno grupo de pessoas”, com objetivo de combater “separatismos, subversões, terrorismo e interferências estrangeiras”. Para a oposição, a medida é na verdade um golpe nas liberdades políticas de Hong Kong.

No Twitter, o ativista pró-democracia Joshua Wong escreveu: “A lei de segurança nacional marca o fim da Hong Kong que o mundo conhecia. Com poderes varridos e uma lei indefinida, a cidade se tornará um estado de polícia secreta”.

A nova lei permite abertura de escritórios das agências chinesas de segurança nacional em Hong Kong e Macau. Também, prevê punições que vão de três anos de cadeia à prisão perpétua por crimes de “separatismo, subversão, terrorismo e colusão com forças estrangeiras”.

Os efeitos já começaram, o partido Demosisto, por exemplo, que defendia o voto universal no território e medidas contra os abusos da China, foi desfeito por seus líderes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui