Nomeação de Fábio Faria para Comunicações é estratégica

0
91

A nomeação de Fábio Faria para o novo Ministério das Comunicações surpreendeu a todos, mas é um jogada estratégica do presidente Jair Bolsonaro.

O deputado que é do PSD do Rio Grande do Norte, tem boas relações com vários partidos. Faria também é amigo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia e tem acesso às lideranças no Congresso.

Faria tem as graças do filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro. Nos últimos meses ele ocupou informalmente o cargo de conselheiro do Executivo em questões importantes.

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES

O novo ministro da recém-criada pasta, defende uma relação menos hostil com a imprensa. Faria é genro de Sílvio Santos, dono do SBT, terá como uma de suas missões dar maior funcionalidade à comunicação institucional do governo.

O atual secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten foi nomeado secretário-executivo do Ministério. Ele e Fábio são amigos.

A ARTICULAÇÃO

A operação de nomeação de Fábio começou a ser montada na semana passada. Antes, ele era sondado para assumir a liderança do governo na Câmara. Contudo, a criação de um ministério sob o controle do PSD é um movimento mais estratégico. Nessa jogada política, o Executivo insere o centrão na Esplanada.

Pessoas próximas afirmam que o acordo de sua nomeação foi feito sem consultas ao ex-prefeito Gilberto Kassab, nome forte do PSD. O motivo da nomeação teve mais a ver com as relações pessoais entre Fábio e Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui