Presidente reage a ministro do STF

0
276

O presidente Jair Bolsonaro reagiu à decisão do ministro Alexandre de Moraes que barrou nomeação de Alexandre Ramagem para diretor-geral da PF.

Nesta quinta-feira pela manhã, Bolsonaro concedeu entrevista em frente ao Palácio da Alvorada, e disse que a decisão do magistrado foi “política”.

Ele também alegou que a própria nomeação de Alexandre de Moraes para o Supremo foi em base de relações pessoais.

“Como é que o senhor Alexandre de Moraes foi para o Supremo? Amizade com o sr. Michel Temer”.

Além disso, o presidente ressaltou que Ramagem comanda a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), portanto teria qualificações para comandar a PF.

“Se não pode estar na PF, não pode estar na Abin também […] Agora, eu pergunto ao senhor Alexandre de Moraes: vai tirar o Ramagem da Abin? Senhor Alexandre de Moraes, aguardo de vossa excelência uma canetada para tirar o Ramagem da Abin. Para ser coerente”, disse.

Bolsonaro garantiu que irá recorrer da decisão e pediu para que a decisão do tribunal seja tão rápida quanto o bloqueio de Ramagem.

POSSE DE ANDRÉ MENDONÇA

Na cerimônia que empossou André Mendonça no Ministério da Justiça, o presidente leu os dois primeiros artigos da Constituição. A mensagem é que a decisão do Judiciário desrespeita o preceito de independência entre os poderes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui