Provável substituo de Weintraub é Carlos Nadalim

0
79
Weintraub e Carlos Nadalim

O nível de fritura do atual ministro da Educação tem se elevado. Abraham Weintraub teve um habeas corpus negado e segue investigado em inquérito.

Cada dia fica mais insustentável sua permanência na pasta. Assim, a ala ideológica do governo busca nomear um substituto que tenha visões parecidas com a de Weintraub

É comentado no Ministério da Educação que a saída de Weintraub é eminente e que seu substituto seja Carlos Nadalim.

Nadalim é secretário nacional de Alfabetização, seguidor do escritor Olavo de Carvalho e defensor do ensino em casa (homeschooling).

Formou-se em Direito pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), fez especialização em Filosofia e mestrado em Educação na mesma instituição.

Ele já havia sido cogitado para assumir o ministério quando Ricardo Vélez foi exonerado.

Outras alternativas são a secretária de Educação Básica, Ilona Becskeházy; o secretário-executivo, Antonio Vogel e o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Benedito Aguiar.

SAÍDA DE WEINTRAUB

Ontem, Weintraub não foi ao Palácio do Planalto para a posse do novo ministro das Comunicações, Fabio Faria. A ausência de Weintraub parece um sinal do seu descolamento do Executivo.

Contudo, Bolsonaro prepara um remanejamento, por Wintraub ser querido pela militância. Não parece ser realmente da vontade do presidente retirar Weintraub da Educação, mas está a retirada se faz cada vez mais necessária devido aos atritos que o ministro tem causado.

Já que Weintraub é economista, especula-se que ele seja indicado para alguma função em um banco multilateral, como o Banco Mundial. Há também a possibilidade de nomeá-lo para um cargo diplomático, desde que não seja necessária a sabatina no Senado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui