Weintraub deixa o MEC e vai para Banco Mundial

0
82
Weintraub e Bolsonaro

Abraham Weintraub deixou o Ministério da Educação. Lendo um texto escrito ao lado do presidente Jair Bolsonaro, declarou:

“Eu achava que tinha pouco Weintraubs aqui no Brasil, mas cada vez eu sinto que vocês fazem parte da minha família. Hoje eu acho que tem muitos Weintraub”.

Weintraub anunciou que formará uma equipe de transição. Sem explicar exatamente o motivo da saída, Weintraub confirmou que já está referendado para assumir como diretor no Banco Mundial.

Deixou o cargo elogiando o presidente, por ser um homem de “família, liberdade, honestidade, franqueza, patriotismo e que tem Deus no coração”

Bolsonaro também comentou durante o vídeo, afirmou que tem muita confiança no ex-ministro, e concluiu dizendo: “eu faço o que o povo quiser”.

ULTIMO ATO

Seu último ato a frente da pasto foi revogar portaria de cotas para negros, pardos, indígenas e pessoas com deficiência em programas de pós-graduação em universidades e institutos federais. Alegando que a extinção da medida, de 2016, que visava ampliar “diversidade étnica e cultural”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui